E aí, vai ficar no buraco muito tempo? – Uma história de Sapo!

Você gosta de histórias? Lembra-se de alguma que mexeu muito com você e o que aprendeu com ela? Eu me lembro de muitas...

estorias-para-aprender
Qual foi a estória mais legal que você já ouviu?

Eu gosto muito de histórias e acredito que podemos aprender muito com elas e suas mensagens muitas vezes escondidas na beleza de um texto bem escrito.

Meu objetivo é oferecer à você através deste canal, histórias, conhecidas ou não, que possam contribuir com o seu crescimento pessoal e profissional. Espero que goste!

Quer ver todas as histórias publicadas aqui no blog? Clique aqui!

Esta história conta um pouquinho da vida de um sapo que vivia em um buraco e não conhecia o mundo além dali.

Até que um dia outro sapinho apareceu contando das maravilhas que existiam lá fora, convidando-o a segui-lo e eis que...

Era uma vez...

E o sapinho com medo de encarar o mundão lá fora...

Um dia, nasceu um sapinho e, quase que no momento do seu nascimento, ingênua e inadvertidamente, caiu num buraco: ploft!

Ali ficou. Era razoavelmente amplo, tinha água, era escurinho, aquecido, livre de perigos, havia o necessário para sua sobrevivência, enfim, era um mundo maravilhoso.

O tempo foi passando, o sapinho transformou-se em sapo, sapão… e um sapão gordo, inchado e numa zona de conforto, daquela que ele pediu a Deus.

Num certo dia, ele acorda em meio a um barulho estranho e novo, para o mundo em que vivia: caiu bem perto dele, um bicho estranho e meio peçonhento.

"Ué! Quem é você?"’ – pergunta ele assustado.

" Sou um sapo, ora!" – respondeu o estranho visitante.

"Mas, sapo sou eu!" – questionou o habitante do buraco.

As pessoas têm medo do que não entendem... - Filme O homem de aço - 2013

"Meu amigo… existem milhares de sapos no mundo lá fora." – retrucou o outro.

"Mundo lá fora?! Como assim?" - indagou o dono do buraco.

"- É, meu amigo… o mundo lá fora é maravilhoso. E uma das coisas que faz com que ele seja mais maravilhoso ainda, são umas criaturinhas especiais, razão maior da nossa vida de sapo: as sapinhas.

E os sapinhos viveram felizes... ôpa, não é esta história!

Além disso – continuou ele – é magnífico o entardecer, quando ficamos todos juntos, cantando nas lagoas e nos alimentando dos mosquitos que voam desgovernados."

"Lagoas?! Mosquitos?! – mais surpresas para o velho e acomodado sapo."

"E tem mais: quando anoitece, é lindo o céu cheio de estrelas!" – ressaltou, romanticamente, o sapinho sapeca.

"Epa! Aí você não me pega. Eu, também, todas as noites, consigo contar quatro a cinco estrelas, vistas daqui de casa." – gabou-se o acomodado.

"Não, meu amigo. Vemos milhões e milhões de estrelas…"

E assim o sapinho foi contanto ao sapão as maravilhas que existiam no mundo lá fora, não deixando de contar de todos os perigos e dificuldades que lá existiam também, mas que compensavam tamanha a beleza do mundo.

"Bem, tá ficando tarde, vou dar meu pulinho por aí!"

"Pulinho?!" – ficou surpreso o sapão.

"Sim meu amigo, sapo pula! Aliás, você não gostaria de vir comigo?"

"Pensando bem, com todos estes perigos que você falou, prefiro ficar por aqui. Pelo menos aqui eu já sei que tá bom e não corro riscos. Pode ir… eu tô muito bem aqui."

A vida começa no final de sua zona de conforto. - Neale Donald Walsch

E ali ficou o sapão: gordo, feliz, inchado e acomodado!

Escolhi esta história para ser a primeira, pois eu vivi acomodado bastante tempo em meu "buraco", gordo e feliz até que um belo dia resolvi sair e conhecer melhor o mundo.

Quantas vezes deixamos de tentar o novo, arriscar uma vida melhor por medo de sairmos do "‘buraco"?

Quantas vezes várias oportunidades aparecem em nossas vidas e o medo de falhar nos impede de tentar?

O mundo nos oferece muitas possibilidades, e precisamos estar preparados para aproveitá-las no momento certo, pois uma vez que "passou", perdeu o trem, daí fica mais difícil. Só esperando o próximo passar, e pode demorar...

Pense nisso! E aí, tá a fim de sair do buraco?

Um forte abraço e fique com Deus!

Marcelo Levi.

Leia estas também:

Quer ver todas as histórias publicadas aqui no blog? Clique aqui!